Wednesday, May 30, 2012

Livro de Cyril Pedrosa apresentad​o pelo diretor do AmadoraBD

O diretor do AmadoraBD, Nelson Dona, estará amanhã em Paris para apresentar o livro Le Portugal, de Cyril Pedrosa, a convite da Fundação Calouste Gulbenkian, em parceria com o Instituto Camões de Paris e a Embaixada de Portugal em França.
Cyril Pedrosa é um autor fran­cês de banda desenhada, neto de por­tu­gue­ses, cujo avô emi­grou para França, em 1936, e perdeu as suas relações com a terra natal. O luso-descendente, tal como a outra parte da sua família de origem francesa, não tinha qualquer relação com Portugal, nem sequer falava português. Na sua infância passou, pontualmente, algumas férias estivais em Portugal, mas só regressou ao país dos avós, já adulto, a convite do Salão de BD da Sobreda. Nas suas próprias palavras, encarou “ a vinda a Portugal como mais uma viagem a um país estrangeiro, a convite de mais um salão de banda desenhada europeu, estranhando até como conheciam o seu trabalho em Portugal!”.
No entanto, a viagem transformou-se “numa ou na viagem importante” da sua vida: Pedrosa reconstrói as suas “memórias de infância, des­co­brindo um país afetivo” ao qual ele não sabia que estava ligado. Ficou, particularmente, encantado com Lisboa, que nunca tinha visitado.
A partir daí, Cyril Pedrosa faz investigações familiares e recebe o apoio das autoridades francesas para uma residência artística em Portugal com o objetivo de realizar um álbum de BD sobre a procura da sua identidade e das suas raízes lusitanas. A pesquisa que durou cerca de um ano foi feita em Portugal e em França e acompanhada de perto pelo Instituto Franco-Português. Uma boa parte da sua investigação foi realizada no Centro Nacional de BD e Imagem (CNBDI). No AmadoraBD e logo em 2008 foram também apresentadas algumas pranchas deste livro.
O resultado do trabalho, que durou mais de três anos, é o livro “Le Portugal”, com quase 260 páginas, uma autoficção em BD onde a personagem Simon Muchat, autor de banda desenhada, é o alter-ego de Cyril Pedrosa. Esta foi uma das edições franco-belgas mais aguardadas de 2011, tendo vencido o Galardão FNAC no Festival de BD de Angoulême deste ano (júri: livreiros especializados), além de outros prémios europeus em países onde a obra já foi traduzida. Devido ao  grande sucesso de vendas está em preparação a 3ª edição desta obra assim como a edição portuguesa que terá a chancela da ASA/LEYA.

Comments: Post a Comment

Links to this post:

Create a Link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?