Thursday, June 02, 2011

DE BRASIL, LUIZ CARLOS FERNANDES Una entrevista de Francisco Puñal Suárez

Luiz Carlos Fernandes nasceu na cidade de Avaré- S. Paulo, em 05 de outubro de 1959.
Mora atualmente em Santo André- SP e trabalha no jornal Diário do grande ABC. Publicou pela primeira vez em 1979, no jornal “O estábulo”, em Avaré.
Começou a participar de salões em 2001. Ilustrou vários livros infantis, entre eles a turma de Gersão ( Gerson de Abreu) e a coleção do Castelo Rá Tim Bum editado pela Editora Cia das Letrinhas.
Em 2008 foi jurado do International Nasreddin Hodja Cartoon Contest em Istambul na Turquia

¿Por qué te gusta hacer caricaturas?
Toda criança gosta de desenhar, algumas não param até na idade adulta, que é o meu caso. No colégio eu gostava de desenhar os colegas e professores, lembro de uma professora que tinha um rosto muito caricato e eu me divertia fazendo a caricatura dela, alguns gostavam outros nem tanto.

Chico Buarque
¿Cómo te iniciaste en este arte?
Ainda na adolescência, na década de 70 em Avaré, minha cidade natal, eu trabalhava em uma banca de jornais, tinha acesso fácil à várias publicações( história em quadrinhos, jornais, revistas e livros...)o Brasil vivia um período conturbado de ditadura de governo militar, tudo era proibido e os artistas se manifestavam através das charges, caricaturas, música, teatro e cinema de forma criativa atacando o regime, muitas vezes sem o sensor perceber...Lia os jornais e me encantava com as charges e caricaturas publicadas no Pasquim, principal jornal de caricatura contra o regime militar.
Publiquei pela primeira vez em 1979, em um jornal da minha cidade.
José Saramago

¿Qué estudios has realizado?
Nesse mesmo período fiz um curso por correspondência, pois morava no interior e só em 1982 mudei para a capital do estado e estudei na escola Panamericana de artes em São Paulo, mas não finalizei o curso parei no segundo ano, já trabalhava em um jornal para sobreviver na capital.
¿Cómo es un dia de trabajo para ti?
Na parte da manhã trabalho na minha empresa de ilustrações(Boitatá ilustrações), com o cartunista Gilmar, meu sócio. No periodo da tarde e noite, trabalho no jornal Diário do Grande ABC, faço charges diárias e ilustrações, além de ilustrar o suplemento infantil.
J.L.Borges

¿Qué aspectos de la realidad te gustan dibujar?
Gosto muito de política e esportes.
¿Por qué es importante el humor y la sátira en la sociedad?
Além de ilustrar a página, tornando-a mais atraente, também leva o leitor a reflexão do assunto em pauta.
Se dice que la caricatura fisonómica o personal es el género más difícil, porque ¿Cómo captar el "alma" del personaje?
Sim! É importante captar a alma do personagem de forma geral, inclusive a expressão corporal, mãos e pés.
Gosto muito de desenhar pessoas idosas que carregam traços com rugas de expressões marcadas pelo tempo, como na caricatura do Saramago e Borges.
Oscar Niemeyer

¿Cómo "captas" la expresión del caricaturizado? ¿En qué aspectos del rostro te fijas más?
Procuro captar a espressão geral do rosto, me chamam muito a atenção os olhos e a boca.

Roberto Carlos
¿Cómo usas la linea y el color en tus dibujos?
Estudo bem o esboço antes de finalizar o trabalho penso que as linhas precisam estar harmoniosas, equilibrando os traços. Acho que quando você faz um desenho, precisa ficar feliz com ele e não sofrer com o trabalho, precisa fazer com alegria, pois quem apreciar a arte também irá gostar do que está vendo. Costumo dizer que finalizar um desenho mal estudado é como pintar uma casa mal planejada, no final ela continuará desestruturada mesmo com todo o acabamento de pisos, azulejos e cores.
Talvez por eu ser daltônico, reforço bem as cores, explorando o contraste, uso Lápis de cor de boa qualidade que resiste o impacto com o papel que também precisa ser resistente. A qualidade do material é muito importante para um resultado satisfatório.
¿La prensa brasileña valora adecuadamente el humor gráfico? ¿Tiene la caricatura, el espacio que le corresponde en la prensa brasileña?
Acho que poucos jornais no Brasil usam bem o recurso gráfico que na minha opinião sempre valoriza a página do jornal ou revista, poucos editores e diagramadores sabem explorar a caricatura em uma página, com o objetivo de deixá-la mais atrativa. A grande maioria usa a ilustração como um simples acessório ao texto.

Maradona
¿Has tenido la oportunidad de exponer o mostrar tu obra en otros países?
Já tive algumas experiência fora do Brasil, geralmente com outros colegas brasileiros em exposições coletivas. Uma experiência interessante foi compor o juri internacional em Istambul na Turquia ( 28 International Nasreddin Hodja Cartoon Contest ).

Comments:
This comment has been removed by a blog administrator.
 
Post a Comment

Links to this post:

Create a Link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?