Sunday, March 28, 2010

Faleceu o cartoonista e bandadesenhista José Antunes

José Gomes Antunes (Lisboa 25/5/1937 – 27/3/2010) fez o curso da António Arroio e iniciou a sua actividade gráfica em 1955 na Flama. Apesar da sua actividade profissional ser fundamentalmente a de designer gráfico de revistas e publicidade, o cartoonismo teve algum peso na sua criação publicando no Sempre Fixe, Cara Alegre, Almanaque Plateia, Parada da Paródia, Jornal do Exército, Pisca Pisca, Antena, Camarada, “A Chucha”, Cágado.. A Bd é outra das suas paixões e campos criativos tendo historias publicadas no Mundo de Aventuras, Jornal do Exército, Camarada, “Mini-Época (suplemento de que foi co-director), Tintion (edição belga).
Na década de 1960, as suas historias dedicadas a personagens da História de Portugal, que tinham sido publicadas inicialmente na Camarada, foram recolhidas em dois álbuns intitulados genéricamente Grandes Portugueses. A Câmara de Moura dedicou-lhe também o Cardernos BD nº5, assim como ele colaborou no álbum colectivo Moura Saluquia. Em 2004 foi homenageado no MouraBD com o Balanito de Honra.

Comments:
RECORDANDO JOSÉ GOMES ANTUNES: OLIVENÇA, (década de 1960)por José Gomes Antunes, autor de Banda Desenhada, 1937-2010

(MAIS NOTÍCIAS SOBRE A MORTE DO HOMEM QUE IA FAZER UMA BANDA DESENHADA SOBRE OLIVENÇA,
ACORDADO EM 14 de Janeiro de 2010, Almoço Anual, Moisés, Lisboa)
OLIVENÇA, por José Gomes Antunes, autor de Banda Desenhada, 1937-2010

ÁLBUM ILUSTRADO DE PORTUGAL (década de 1960)(uma página por localidade)
OLIVENÇA TERRA DA SAUDADE
(por José Gomes Antunes, autor de Banda Desenhada, 1937-2010)
Embora indevidamente na posse de Espanha - Olivença continua a ser, por todos os
motivos terra portuguesa. Por isso lhe chamamos, e muito justamente, «terra da saudade.
Porque fora da Mãe Pátria, onde tem o seu lugar entre as outras terras de Portugal,
Olivença representa para todos uma saudade bem viva e presente e constante, enquanto a
nação espanhola, com a sua fidalguia habitual não nos devolver o que nos pertence,
cumprindo aliás o que ficou estipulado no Tratado de Viena de 9 de Maio de 1817 (ERRO:
1815). Em Lisboa existe o Grupo «Amigos de Olivença» que mantém a chama sagrada dessa
saudade, lutando espiritualmente pelo regresso de Olivença à Pátria Portuguesa.
(cinco fotografias: IMAGEM DO ALENTEJO (panorâmica geral)(«Bem expressiva e verdadeira,
no seu aspecto geral, OLIVENÇA mantém indiscutìvelmente os seus traços de terra
castiçamente alentejana e portuguesa»); GENTE DA NOSSA TERRA (Carreira/Romón y Cajal)(«Os
Oliventinos são, também, por índole e por temperamento, autênticos alentejanos e
portugueses. E, apesar de todas as dificuldades, conservam-se fiéis à mãe Pátria); VELHAS
MURALHAS (muralha dionisina)(« Heróicas e altaneiras, a lembrar o nome de Portugal e seus
feitos gloriosos a cada passo. Desde 1228, em qe os Templários a conquistaram aos mouros,
OLIVENÇA é portuguesa»); A PORTA DO CALVÁRIO («Verdadeira relíquia da História de
Portugal, foi construída no Reinado de D. João IV e ainda hoje possui as Armas do Rei
Restaurador»); A PONTE DA AJUDA («Traço de união entre Elvas e OLIVENÇA, que o mesmo é
dizer-se abraço firme e constante de Portugal à sua filha OLIVENÇA, Terra da Saudade»)
 
Post a Comment

Links to this post:

Create a Link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?