Wednesday, November 04, 2009

Vasco - Retrospectiva (5 de Novembro a 5 de Dezembro / 2009) na LerdevagarLx

Vasco (de Castro), o cartoonista e pintor (entre outros), eis a obra-mostra em causa. Mais de 50 anos de trabalho em retrospectiva, entreóleos e cartoons, estarão patentes este mês de Novembro, na livrariaLer Devagar, no espaço da LX-Factory.A invenção plástica de Vasco de Castro(...)
O caricaturista, que agora se diz "cartoonista", para nos separar dopassado do Rafael Bordalo Pinheiro ou de Celso Hermínio, não renunciaà acutilância: como poderia ele fazê-lo, sem pôr em causa a suaprópria missão? Pois não é ele o delegado do juízo público, que aoescolher está já em via de criticar, primeira fase de necessáriarejeição? E não será a política a cena onde são sacrificados não só osingénuos como os perversos? Não se pode falar aqui em heteronímia, jáque o Fernando Pessoa nos proíbe o recurso à fórmula. Imaginem,todavia, que me permitia o luxo de salientar que o Vasco de Castro é um autor heteronímico, onde coabitam o escritor, o analista da própriacriação plástica, o caricaturista (podem dizer cartoonista, se talpreferirem) e o pintor. É este último o menos conhecido, o que nãopodemos deixar de lamentar, tão verdade é que a personalidade complexade Vasco de Castro sempre girou em volta da pintura. Seria demasiadovulgar chamar à colação um jovem aluno da Faculdade de Direito deLisboa que começou a desenhar, com algum lirismo, as paisagens e ascidades? Tratava-se da primeira fase do criador: o jovem Agostinho deCastro ainda não descobrira a Europa, e não sabia que Agostinho não énome com que se possa circular honestamente nos países que recusam orecurso, normal entre nós, aos hipocorísticos. O Vasco de Castroassume já a sua segunda fase da metamorfose, e propõe-nos um pintorperfeito.

Alfredo Margarido

Vasco (de Castro) nasceu em Vila Real, 1935. Cursou Direito em Lisboae colaborou, desde 1955, com desenhos satíricos na imprensa portuguesae internacional, sobretudo em Paris, entre 1961 e 1974, onde seencontrava exilado. Realizou várias exposições (desenhos e algumapintura), tem publicados álbuns sobre a sua obra e participou em diversas antologias de humor. Publicou ainda os livros Montparnasse,mon village (1985, ed. Salamandra; reeditado em 2007, na Campo dasLetras), Foto/maton (1986, Moraes editores), assim como foi publicada a sua biografia "Viagens aos Amares da China" de Osvaldo de Sousa (Ed. Prémio Stuart - Vila Real 1987). É sócio correspondente,desde 1992, da Academia Nacional de Belas Artes. Vive e trabalha em Fontanelas, Sintra. Foi durante 18 anos cartoonista do jornal Público.

Comments: Post a Comment

Links to this post:

Create a Link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?